Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008
PALAVRAS BONITAS de Fernando Pessoa

A criança loura
Jaz no meio da rua.
Tem as tripas de fora
E por uma corda sua
Um comboio que ignora.

A cara está um feixe
De sangue e de nada.
Luz um pequeno peixe
- Dos que bóiam nas banheiras -
À beira da estrada.

Cai sobre a estrada o escuro.
Longe, ainda uma luz doura
A criação do futuro...

E o da criança loura?

publicado por Odracir às 20:00
link do post | comentar | favorito
|
Pesquisa personalizada
.links