Domingo, 21 de Setembro de 2008
Palavras Bonitas de Silva Alvarenga

Madrigal XXIX

 

 

Não desprezes, ó Glaura, entre estas flores,
Com que os prados matiza a bela Flora,
O jambo, que os Amores
Colheram ao surgir a branca Aurora.
A Dríade suspira, geme e chora
Aflita e desgraçada.
Ela foi despojada... os ais lhe escuto...
Verás neste tributo,
Que por sorte feliz nasceu primeiro,
Ou fruto, que roubou da rosa o cheiro,
Ou rosa transformada em doce fruto.

 


Silva Alvarenga

 

Palavras Bonitas confortam a alma

publicado por Odracir às 12:00
link do post | comentar | favorito
|
Pesquisa personalizada
.links