Domingo, 14 de Setembro de 2008
Cometas, Astros com Cabeleira - Carlos Drummond de Andrade

Cometas, Astros com Cabeleira


Olho o cometa
com delumbrado horror de sua cauda
que vai bater na Terra e o mundo explode.
Não estou preparado! Quem está,
para morrer? O céu é dia,
um dia mais bonito do que o dia.
O sentimento crava unhas
em mim: não tive tempo
nem mesmo de pecar, ou pequei bem?
Como irei a DEUS sem boas obras,
e que são boas obras? O cometa
chicoteia de luz a minha vida
e tudo que não fiz brilhar em diadema
e tudo é lindo.
Ninguém chora
nem grita.
A luz total
de nossa morte faz um espetáculo...

 


Carlos Drummond de Andrade

publicado por Odracir às 07:30
link do post | comentar | favorito
|
Pesquisa personalizada
.links